GDF anuncia decreto que concede reajuste de 16,23% na tarifa de táxi

Em audiência pública, motoristas pediram retorno de regras da bandeira 2.
Governo voltou a prometer autorizações, mas não deu prazo para mudança.

O secretário de Mobilidade do Distrito Federal, Marcos Dantas, afirmou a taxistas na manhã desta quinta-feira (10) que o governo prepara um decreto para reajustar as tarifas do serviço em 16,23%. Ele afirmou que uma versão do texto já está pronta e “pode sair até amanhã”. Oficialmente, a pasta não informa previsão sobre a publicação do decreto.

Nos valores desta quinta (10), a bandeirada (cobrança inicial) é de R$ 4,51. O quilômetro percorrido custa R$ 2,45 (bandeira 1) e R$ 3,12 (bandeira 2). Com o reajuste, os valores pulam para R$ 5,24, R$ 2,84 e R$ 3,62.

O preço da hora parada, hoje em R$ 27,29, deve passar para R$ 31,71. O último reajuste foi dado em julho de 2014.

O aumento do preço das corridas foi uma das pautas apresentadas pelos taxistas ao GDF durante audiência pública nesta quinta, no Cine Brasília. Os motoristas também reclamaram das condições de trabalho, da falta de fiscalização em relação a serviços como o Uber e da restrição das condições de bandeira 2, em vigor desde agosto do ano passado.

“Se alguém trabalha de madrugada, ganha hora extra. A gente não tem isso, a gente precisa da bandeira 2 para pagar nossas contas”, disse o taxista Vicente Pereira, que atua no setor há 51 anos.

Em agosto, o Tribunal de Justiça declarou inconstitucional a cobrança da tarifa mais alta em corridas com origem ou destino no Aeroporto Juscelino Kubitschek, naquelas feitas nos meses de dezembro ou erm áreas sinalizadas por placas, independentemente do horário.

Compartilhe

Copyright © Guia de Ceilândia - O Guia comercial de Ceilândia